Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
04/10/2023 11h30min - Agronegócio
5 meses atrás

Sistema de rastreabilidade agroindustrial brasileiro ganha conexão global

Ministério da Agricultura estuda incentivos à adoção do setor a processos de rastreabilidade de produtos agrícolas

 ► 
Fonte: Fonte Grande FM



O Sistema Brasileiro de Agrorrastreabilidade (Sibraar), desenvolvido por equipe da Embrapa Agricultura Digital, com tecnologia blockchain, para rastrear produtos agroindustriais, está adaptado à comunicação junto ao mercado internacional. O avanço é resultado de acordo de cooperação técnica assinado, em agosto, com a Associação Brasileira de Automação (GS1 Brasil), desenvolvedora de padrões globais de identificação que atua em 150 países.

O Sibraar, sistema desenvolvido pela Embrapa, agora tem interoperabilidade internacional, permitindo que empresas e tecnologias de rastreabilidade já existentes sejam agregadas ao sistema. A parceria com a GS1 Brasil possibilitou a adaptação do QR Code do Sibraar ao padrão internacional GS1 Digital Link, o que aumentou a credibilidade da ferramenta e a tornou capaz de se comunicar em âmbito externo. 

A rastreabilidade de alimentos é uma demanda crescente do mercado global, que busca informações sobre procedência, composição dos alimentos, boas práticas de produção e atendimento à legislação vigente. A iniciativa tem o reconhecimento do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e é vista como uma medida de proteção para o produtor e um diferencial frente aos competidores mundiais. 

A tecnologia blockchain garante segurança e integridade das informações por meio do encadeamento automático das assinaturas digitais de lotes de fabricação, com informações disponibilizadas em códigos bidimensionais QR.

A Embrapa busca se posicionar no mercado de rastreabilidade de produtos agrícolas como um agente de padronização de processos, tendo o Sibraar como seu principal instrumento e, por isso, adotar o novo padrão global de códigos da GS1, o GS1 Digital Link, irá permitir a entrada do sistema em todas as cadeias do agro, aponta Anderson Alves, supervisor de negócios da Embrapa Agricultura Digital.

*com informações Agrolink



•  

Grande FM
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.