Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
21/09/2023 16h30min - Geral
10 meses atrás

Projeto “Agetran na Escola” tem trabalho de professora da Reme selecionado pelo Dnit

Rosangela Alves, da EM Avani Fehlauer, vai apresentar tema “Transversalidade da Prática” em encontro nacional

Foto reprodução: Arquivo pessoal ► 
Fonte: Fonte Prefeitura Municipal de Dourados



Na Semana Nacional do Trânsito de 2022, a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito, em parceria com a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes), lançou o projeto “Agetran na Escola”. Objetivo é incluir o ensino da legislação de trânsito aos alunos de maneira lúdica, interativa e multidisciplinar, com auxílio de material disponibilizado através do programa “Conexão Dnit”. 

O projeto está em cinco escolas da Reme (Rede Municipal de Ensino) e, neste ano, o trabalho desenvolvido pela professora Rosangela Fernandes Alves, na EM Professora Avani Cargnelutti Fehlauer, foi selecionado pelo Dnit para ser apresentado no I Encontro da Equipe Nacional de Educação para o Trânsito. Ela foi convidada para apresentar o tema “Transversalidade da Prática – Uma Experiência de Dourados/MS”.

O evento acontece em Maceió (AL), entre os dias 2 e 4 de outubro, e reúne especialistas, profissionais e organizações que atuam na área de educação para o trânsito, com a finalidade de promover a discussão e o intercâmbio de conhecimentos.

Preparando a Próxima Geração

Segundo a diretora da Agetran, Mariana de Souza Neto, o sucesso da professora com seus alunos mostra a importância de se trabalhar com as crianças as leis de trânsito. “Estamos preparando a próxima geração de condutores, mas essas crianças já estão inseridas no trânsito como pedestres ou ciclistas, então nossos alunos já fazem parte deste contexto. Através deste projeto, mostramos a eles, durante os anos escolares, a importância do respeito à legislação. Até por isso, o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido pela professora Rosangela nos serve como combustível para continuarmos”, afirmou.

Em entrevista à página Conexão DNIT, a professora douradense afirma que o programa teve excelente receptividade dos alunos. Entre os trabalhos, está a construção de uma minicidade utilizando material reciclável, com os alunos participando da organização de ruas, quadras, diversidade de áreas comerciais, residenciais e industriais, tudo com sinalização e placas obrigatórias. Para transitar, as crianças aproveitaram brinquedos para identificar a importância de agir com educação e empatia no trânsito.

“Minhas aulas sempre foram interativas, tenho como objetivo colocar os alunos como provedores de seus próprios conhecimentos, então isso me facilitou muito. Os desafios e todas as propostas lançadas se basearam em diálogos e rodas de conversa para determinar a sequência das atividades sugeridas. Os alunos, sempre solícitos, cooperadores e se apresentaram muito proativos”, elogia Rosangela.

Ela é docente nas áreas de História, Geografia e Ciências dos quarto e quinto anos do Ensino Fundamental, que tem um quantitativo com cerca de 120 alunos, e buscou trazer a experiência de cada um deles para o programa. “A colaboração e participação dos alunos nas coletas de dados familiares com registros e relatórios foram muito significativas, pois cada um relatou suas vivências e experiências, boas e ruins e o que precisaria melhorar para evitar acidentes e mortes no trânsito ao trafegar pelas ruas da cidade de Dourados”, completa.



•  

Prefeitura Municipal de Dourados
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.