Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
13/03/2024 10h00min - Agronegócio
1 mês atrás

Preços da soja sobem no Brasil

No Mato Grosso do Sul os preços sobem expressivamente

 ► 
Fonte: Fonte Agrolink



No mercado da soja do estado do Rio Grande do Sul tivemos uma alta geral, mas com poucos negócios, segundo informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Apesar do aumento nos preços em Chicago hoje, o mercado permaneceu bastante lento. Foram reportados poucos negócios no estado, e esses ocorreram principalmente por questões logísticas, visando garantir a saída da primeira soja  e evitar problemas de espaço”, comenta.

Preços e negócios parados em Santa Catarina. “Após os volumes negociados na sexta-feira passada, o mercado apresentou uma notável falta de movimentação, refletindo uma situação de apatia persistente. Vale ressaltar que os preços estão em níveis elevados e há expectativas de que possam registrar um aumento adicional, em virtude das previsões de especialistas para a safra brasileira”, completa.

No Paraná os preços marcam altas amenas, com negócios que seguem parados. “O volume para a safra 2023/24 foi reduzido de 149,4 milhões de toneladas para 146,86 milhões de toneladas, enquanto a previsão de exportação de grãos passou de 94,16 milhões de toneladas para 92,33 milhões de toneladas”, indica a consultoria.

No Mato Grosso do Sul os preços sobem expressivamente, mas a tendência segue sendo segurar os volumes. “No dia de hoje, observamos movimentos de preços mais expressivos, com altas de mais de 2% sendo avistadas, apesar disso, ao invés de isso ser utilizado para escoar bons volumes, incentiva a guardar, esperando preços ainda mais altos. Além disso, parece que os produtores estão concentrados nas atividades no campo, o que tem resultado em menor atenção às negociações comerciais”, informa.

Enquanto isso, os preços variam com predominância de altas no Mato Grosso. “Alguns volumes foram reportados, mas nada muito expressivo. Em um contexto geral, começa a surgir preocupações de armazenamento, dessa forma a saída de alguns volumes é essencial, mas a recusa em vendas expressivas segue firme. Além disso, produtor segue bastante focado no campo”, conclui.



•  

Agrolink
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.