Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
02/04/2024 10h30min - Meio Ambiente
3 semanas atrás

Precisamos nos preparar para um futuro de descarbonização

A gestão de resíduos é crucial na transição energética

Canva/Grande FM ► 
Fonte: Fonte Agrolink



Gui Arruda, CEO da Vertown, participou do South Summit 2024 junto a especialistas em sustentabilidade como Rita Ferrão e Marinnah Dias, discutindo desafios e oportunidades da busca pela sustentabilidade, com foco em transição energética, descarbonização e gestão de resíduos. De acordo com ele, a agenda ESG tornou-se essencial nas estratégias de negócios, impulsionada por regulamentações rigorosas e demanda crescente por práticas sustentáveis, refletindo a urgência atribuída às mudanças climáticas.

“Um aspecto central dessa agenda é a transição energética, que visa substituir gradualmente os combustíveis fósseis por fontes renováveis e mais limpas. O investimento global nessa transição atingiu um recorde de US$ 1,77 trilhão em 2023, indicando uma crescente conscientização e comprometimento com o futuro sustentável. No entanto, especialistas alertam que esses investimentos ainda não são suficientes para cumprir as metas do Acordo de Paris, destacando a necessidade de uma ação decisiva por parte dos formuladores de políticas”, comenta.

A gestão de resíduos é crucial na transição energética, pois medir sua geração é fundamental para compreender o impacto ambiental. Práticas eficazes não apenas reduzem o impacto ambiental, mas também fornecem dados para mitigar as emissões de carbono. A descarbonização é essencial tanto ambiental quanto financeiramente, já que investir em soluções de baixo carbono reduz custos operacionais e atrai investidores preocupados com a sustentabilidade. Empresas que ignoram a transição energética correm o risco de ficar para trás em um mercado orientado para a sustentabilidade.

“À medida que avançamos nessa jornada rumo à sustentabilidade, é crucial que as empresas adotem uma abordagem holística que leve em consideração não apenas os aspectos ambientais, mas também os sociais e econômicos. A gestão eficaz de resíduos, aliada à adoção de práticas de baixo carbono, pode criar valor tanto para as empresas quanto para a sociedade como um todo. Ao abraçar essa transformação, podemos construir um futuro mais sustentável e próspero para todos”, conclui.



•  

Agrolink
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.