Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
25/10/2023 14h00min - Cultura
4 meses atrás

Plataforma Mercosul audiovisual lança Ciclo de Curtas-metragens Infantis

São doze curtas que abordam temas como paz e respeito ao meio ambiente e ainda características, regiões e idiomas do Mercosul

Foto: Divulgação/Ministério da Cultura ► 
Fonte: Fonte Brasil 61



O Brasil comemora em outubro o dia das crianças. Para celebrar a data, a Plataforma Mercosul Audiovisual lançou o Ciclo de Curtas-metragens Infantis do Mercosul, com apoio do Ministério da Cultura por meio da Secretaria do Audiovisual. A iniciativa é da Presidência Pro Tempore do Brasil no Mercosul.

Estão disponíveis para visualização online e gratuita, obras da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. São doze curtas que abordam temas como paz e respeito ao meio ambiente e ainda características, regiões e idiomas do Mercosul.

A programação do ciclo priorizou a escolha de filmes que já receberam prêmios ou menções, o que indica que contam com mais recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência visual e auditiva, como língua de sinais, legenda descritiva e audiodescrição.

O coordenador-geral de Difusão da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, André Araújo, fala mais sobre a mostra com curtas infantis, em cartaz na plataforma Mercosul Audiovisual.

“Nesse momento está em cartaz na mostra um ciclo com curtas infantis, são doze curtas ao todo. Compõem essa programação curtas que foram premiados em festivais dos quatro países do mercosul premiados com prêmios oferecidos pela RECAM que possibilitaram nessa disponibilização desses curtas para um público mais amplo. São sete curtas brasileiros todos com uma trajetória bastante bonita e representativa em festivais em todo o mundo e, também, todos disponíveis com legenda em português e espanhol e, também, com recursos de acessibilidade. Então, são curtas com temática infantil, que dialogam muito com esse momento desse momento agora, do mês da criança, do mês de outubro e que integram o catálogo da RECAM e do Mercosul Audiovisual'.

A Plataforma Mercosul Audiovisual foi criada pela reunião especializada das autoridades cinematográficas e audiovisuais do Mercosul (RECAM), presidida pela secretária de Audiovisual do Ministério da Cultura, Joelma Gonzaga, uma vez que o Brasil está à frente do Mercosul cultural no segundo semestre de 2023.

O objetivo é ampliar as janelas de exibição para a produção audiovisual regional, bem como as possibilidades de acesso a públicos diversos.

André Araújo, do Ministério da Cultura, fala sobre a necessidade de aprimorar e ampliar os canais de difusão de conteúdos entre os países do Mercosul.

"No âmbito da SAV e da RECAM, que é a Reunião de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais do Mercosul, a gente tem discutido muito a necessidade de aprimorar e de ampliar os canais de difusão de conteúdos entre os quatro países que compõem o Mercosul. O Brasil, a Argentina, Paraguai e Uruguai. Seja no âmbito das salas de cinema, seja no âmbito da difusão digital, seja numa articulação com mostras de festivais, enfim. E a constituição da plataforma de audiovisual surge justamente com esse objetivo de ampliar o intercâmbio de conteúdos e ampliar a difusão de conteúdos entre os quatro países, dos quatro países e entre os quatro países. E a nossa perspectiva é que ela seja ampliada e fortalecida cada vez mais com ampliação de catálogo, constituição de mostras periódicas e, também, fortalecendo a divulgação desse canal que é super estratégico para o compartilhamento e as trocas culturais entre os quatro países do Mercosul".

Um dos curtas brasileiros disponíveis, é Teo, O Menino Azul, adaptado do livro de mesmo título, de Paulo Riani Costa. O diretor do filme, Hygor Amorim, diz estar feliz com a inclusão da obra na plataforma.

"O Teo é uma adaptação literária do livro de mesmo nome, cujo autor é da mesma cidade onde a gente se encontra, de São Carlos, São Paulo, uma cidade incrível, com muita produção cultural e intelectual. E o Teo recebeu menção honrosa no FAM, que é o Florianópolis Audiovisual Mercosul, e foi assim a nossa primeira seleção para plataforma do RECAM e o filme está disponível a partir disso na plataforma, é muito bacana porque abre bastante oportunidades pro filme no mercado aqui, né? No Mercosul. Então é bem bacana e a gente tá muito feliz de ter sido selecionado e poder ajudar na distribuição do filme e até com apoio numa legendagem descritiva, que a plataforma vai oferecer para o nosso filme".

Outras obras brasileiras que fazem parte do ciclo de curtas-metragens infantis do mercosul são: O Menino Leão e a Menina Coruja, de Renan Montenegro, Quatro Bilhões de Infinitos, de Marco Antonio Pereira, O Malabarista, de Iuri Moreno, Meu Nome é Maalum, de Eduardo Lurnel e ainda, Sobre Amizade e Bicicletas, de Julia Vidal.

Para ver os filmes do Ciclo de Curtas-metragens Infantis do Mercosul, acesse a página www.play.mercosuraudiovisual.org.



•  

Brasil 61
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.