Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
21/12/2023 11h30min - Geral
6 meses atrás

Pesquisa aponta que Panetone está mais caro e menor em 2023

Dados apontam que o volume de venda do produto este ano foi 13,8% menor do que o registrado em novembro de 2022

Foto divulgação ► 
Fonte: Fonte TV Cultura / UOL



Ícone do fim de ano, o cenário de venda de panetones em 2023 está diferente. De acordo com uma pesquisa realizada pela Scanntech, empresa de inteligência para o varejo alimentar, o produto está com um tamanho reduzido, mais caro e apresenta volume menor de vendas. A análise de cenário aponta que os panetones registram variação de tamanho médio das unidades com queda de 21,1% em relação ao ano passado. Quanto ao preço por quilo, os itens registram um aumento de 27% na comparação com novembro de 2022, quando chegou a todos os supermercados e atacarejos.

Com dados de mais de 40 mil pontos de venda (PDVs), o estudo da Scanntech mostra que a média de queda no volume de venda de panetone em relação a 2022 é de 13,8%. A menor retração encontra-se na região Centro-Oeste com 27,7%. Em segundo lugar estão os estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro com volume de vendas 21,3% menor. No estado de São Paulo, o interior contabiliza diminuição de 12,6% e região metropolitana da capital, 10,7% (mesmo número da registrado na região Sul). No Norte, o número que a pesquisa traz é redução de 20,9% também em relação ao ano anterior. Porém o Nordeste foi o único que apresentou crescimento nas vendas, com 8,2%.

Regionalizando a variação de preços do panetone praticados em novembro, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro tiveram a maior variação da análise, 45,8%. O interior de São Paulo registrou 24,7%, a capital paulista, 21,2%; o Centro-Oeste, 28,2%; o Norte, 12,2%; a região Sul, 24,6% e o Nordeste com 11,8%.

Para Priscila Ariani, diretora de marketing da Scanntech, os dados confirmam que o panetone, apesar de poder ser encontrado o ano inteiro, apresenta mais busca e variedade em dezembro. “Seja em lata ou embalagem normal, tradicional ou gourmet, o fato é que o pico de vendas acontece em dezembro quando a procura do consumidor cresce mais de 300%, quando comparamos com novembro”, destaca.



•  

TV Cultura / UOL
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.