Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
25/11/2023 16h00min - Ciência e Espaço
7 meses atrás

Partícula de origem desconhecida cai na Terra e intriga astrônomos

Batizado de Amaterasu, a partícula é altamente energética e não se encaixa no padrão de outros tipos encontrados antes

Foto: Osaka Metropolitan University/ Kyoto University/Ryuunosuke Takeshige ► 
Fonte: Fonte Grande FM



Astrônomos do mundo todo estão intrigados com a detecção de uma partícula rara e de energia extremamente alta que caiu na Terra em 2021. Batizado de Amaterasu, o raio cósmico vem de uma parte aparentemente vazia do espaço.

O nome é em homenagem à deusa do Sol na mitologia japonesa. Isso não é à toa, a energia produzida pela partícula é enorme, de uma forma que pouquíssimos eventos cósmicos são capazes de produzir, como a explosão de uma estrela.

O que você precisa saber?

Uma partícula misteriosa foi detectada na Terra, vinda de um local aparentemente vazio do espaço e também poucos objetos são capazes de produzir uma quantidade de energia tão grande.

“Coisas que as pessoas consideram energéticas, como as supernovas, não têm energia suficiente para isso”, declarou o professor John Matthews, da Universidade de Utah e coautor do artigo publicado na revista Science que descreve a descoberta.

Para tornar ainda mais complexo o surgimento da partícula, ela vem de um local do espaço aparentemente vazio, que faz fronteira com a nossa galáxia. “Se traçamos a sua trajetória até à origem, não há nada suficientemente energético para a produzir”, completou o professor.

Partícula misteriosa vem de parte vazia do Universo 

A detecção foi feita pelo telescópio Array, em Utah (EUA), e analisada também na Universidade de Osaka, no Japão, em 2021, mas só agora foi revelada ao mundo. Toshihiro Fujii, professor responsável pela análise, demorou para ter ideia do que estava acontecendo no começo. “Quando descobri pela primeira vez este raio cósmico de energia ultra-alta, pensei que devia ter havido um erro, pois mostrou um nível de energia sem precedentes nas últimas três décadas”, disse.

O que poderia ter produzido uma partícula de energia tão carregada? Uma das hipóteses levantadas está nos buracos negros. Mas não qualquer buraco, um evento desse tipo poderia ser o eco de um buraco negro supermassivo no centro de outra galáxia. 

Ao redor desses objetos, a matéria é jogada através do Universo quase na velocidade da luz. Esse tipo de raio pode ser detectado por telescópios aqui da Terra, mas o problema no caso do Amaterasu é que ao traçar a trajetória até sua fonte, ela leva a lugar nenhum.

Cientistas sugerem que isto pode indicar uma deflexão magnética muito maior do que o previsto, uma fonte não identificada no Vazio Local ou uma compreensão incompleta da física de partículas de alta energia.

"Nenhum objeto astronômico promissor que corresponda à direção de onde o raio cósmico chegou foi identificado, sugerindo possibilidades de fenômenos astronômicos desconhecidos e novas origens físicas além do Modelo Padrão"

Toshihiro Fujii

*com informações do Olhar Digital



•  

Grande FM
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.