Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
19/10/2023 14h00min - Geral
4 meses atrás

ONG ligada à Marina Silva recebeu R$ 35 milhões do Fundo Amazônia e gastou 80% com viagens e consultorias


Foto montagem - Grande FM 92,1 ► 
Fonte: Fonte Grande FM



A CPI das ONGs ouviu André Guimarães, diretor do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), na terça-feira passada, 17. Durante a reunião, os senadores fizeram perguntas contundentes sobre a conduta da ONG, que tem vínculos com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. 

Segundo a CPI, em 2022, o Ipam recebeu R$ 35 milhões do Fundo Amazônia e utilizou R$ 24 milhões em consultorias e viagens. A Alemanha e a Noruega são os principais doadores do Fundo, e esses gastos foram apontados em documentos obtidos pela Comissão Parlamentar de Inquérito. O diretor do Ipam, André Guimarães, confirmou que Marina Silva é conselheira honorária da ONG. 

A CPI, que está investigando o terceiro setor, levantou questões sobre o papel da ministra Marina Silva. Há suspeitas de que ela favoreça as ONGs ao facilitar a alocação de recursos do Fundo Amazônia para essas organizações. Além disso, Marina faz parte do Comitê Orientador do Fundo, conforme apontou a comissão.

Durante o depoimento na CPI, o relator Marcio Bittar (União Brasil-AC) afirmou que a relação entre as ONGs e membros do governo, como Marina, é questionável. Essa posição coincide com a do presidente da comissão, Plínio Valério (PSDB-AM), que reiterou essa perspectiva em sessões anteriores.



•  

Grande FM
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.