Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
11/12/2023 20h00min - Tecnologia
3 meses atrás

Nova York apostará alto nos chips semicondutores


Imagem: William Potter/ Shutterstock ► 
Fonte: Fonte Grande FM



O estado de Nova York, nos Estados Unidos, irá investir cerca de US$ 10 milhões (R$ 49 milhões) no centro de pesquisa de semicondutores da Universidade de Albany, informou o The Wall Street Journal.

A organização sem fins lucrativos do estado NY Creates irá supervisionar o centro de pesquisas Albany NanoTech Complex. 

O investimento inclui US$ 1 bilhão de fundos estatais para a construção de mais de 4.600 metros quadrados e aquisição equipamentos de fabricação de chips da ASML, empresa holandesa especializada em equipamentos essenciais na produção de semicondutores.

Como observa o WSJ, a ASML conta com scanners de litografia ultravioleta extremo (EUV), máquinas avançadas que usam lasers e gotículas de estanho (um tipo de metal) para imprimir os contornos de transistores, semicondutor que transmite corrente elétrica nos dispositivos eletrônicos. A partir de 2025, a Universidade de Albany contará com uma evolução desse tipo de máquina com a chamada EUV de alta NA (abertura numérica, na sigla em inglês).

Com esse investimento, o estado de Nova York se torna elegível a participar da Lei de Chips. A legislação, assinada por Joe Biden em 2022, destina US$ 53 milhões em subsídios para  investimento na industria de semicondutores, incluindo US$ 11 bilhões para um Centro Nacional de Tecnologia de Semicondutores.

Guerra dos chips: tensões EUA-China afetam startups de IA

Impulsionada pelo interesse em IA generativa pós-ChatGPT, a Nvidia teve um aumento expressivo nas vendas e no valor de mercado em 2023, mais que dobrando suas vendas e triplicando seu valor de mercado;AMD e Intel, principais concorrentes da Nvidia, enfrentaram redução nas vendas de data center, enquanto o mercado de tecnologia redireciona investimentos para os chips especializados da Nvidia;Apesar da dominância da Nvidia, ainda há oportunidades para concorrentes no mercado de IA, especialmente em tarefas de inferência de IA, mas eles enfrentam o desafio de superar a vantagem competitiva da Nvidia.A AMD conseguiu avançar no mercado de CPUs para data centers e prevê uma receita significativa com sua nova linha de chips aceleradores de IA, a MI300, apesar de sentir o impacto da migração para a Nvidia.A Intel busca retomar sua liderança no mercado de chips com um plano ambicioso, incluindo o lançamento de produtos de IA e a expectativa de ganhos de receita nos segmentos de PC e data center, embora ainda esteja atrás da Nvidia em termos de receita projetada.


•  

Grande FM
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.