Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
11/09/2023 15h00min - Cultura
6 meses atrás

Ministério da Cultura lança editais afirmativos para produção de curta-metragem de diretores estreantes


Foto reprodução: Agência Senado  ► 
Fonte: Fonte Brasil 61



Serão concedidas 10 bolsas de 140 mil reais para cada uma das modalidades: curta criança, curta afirmativo e curta para mulheres. As inscrições vão até o dia vinte e sete de setembro, por meio do sistema Mapas Cultura.

Serão aceitas obras originais e inéditas, de ficção ou documentário, com a possibilidade de utilização de técnicas de animação.

O coordenador geral de formação e inovação da secretaria do audiovisual do ministério da cultura, Rodrigo Antônio, fala sobre o objetivo da iniciativa. “O nosso objetivo com o programa de curtas é fomentar a produção cinematográfica e oferecer oportunidade para diretores estreantes. A gente entende que o formato de curta-metragem é o espaço de experimentação e a porta de entrada de novos realizadores no mercado. Por isso, a gente está retomando com muito orgulho essa política. Política essa que é desenvolvida há quase trinta anos pela secretaria do audiovisual do ministério da cultura”.

Serão concedidas dez bolsas de cento e quarenta mil reais em cada uma das três chamadas públicas, um investimento de quatro milhões e duzentos mil reais.

Rodrigo Antônio explica os detalhes de cada um dos editais voltados a diretores estreantes de curtas-metragens. “O curta criança é uma chamada pra projetos com temática infantil. ele já teve oito edições e é um edital que rendeu filmes maravilhosos pra o cinema brasileiro. já o curto afirmativo teve duas edições e é pra gente um espaço de celebração da diversidade cultural e identitária do país. Ele é voltado para realizadores negros e nesta edição ampliamos a chamada para realizadores indígenas. e por fim, o edital para mulheres que também já teve duas edições e é exclusivo para projetos dirigidos por mulheres cis e transgênero. Este edital destaca a representação feminina no audiovisual brasileiro”.

Os projetos audiovisuais de curta-metragem devem ser inscritos por pessoas físicas, acima de dezoito anos, brasileiras natas ou naturalizadas, que desempenhem obrigatoriamente a função de direção.

Nos editais também está prevista a atribuição de pontuação extra caso haja pessoas com deficiência na equipe, desempenhando funções de direção, roteiro e produção executiva.

As inscrições para diretores e diretoras estreantes nos editais curta criança, curta afirmativo e curta para mulheres, ficam abertas até o dia vinte e sete de setembro, na plataforma Mapas da Cultura, no endereço www.mapas.cultura.gov.br.

Esta é uma realização do Ministério da Cultura por meio da Secretaria do Audiovisual (sav).



•  

Brasil 61
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.