Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
28/09/2023 13h30min - Geral
5 meses atrás

Mick Jagger diz que pretende doar catálogo musical à caridade ao invés de deixar para seus herdeiros

"Meu filhos não precisam de US$ 500 milhões para viver bem", afirmou o astro dos Rolling Stones

Foto divulgação: Crédito: Mark Allan / Mick Jagger Instagram ► 
Fonte: Fonte Vagalume



Mick Jagger demonstrou que tem boas intenções em relação aos direitos autorais do catálogo pós-1971 dos Rolling Stones . Em uma recente entrevista ao The Wall Street Journal, o astro do rock afirmou que prefere que o valioso catálogo seja destinado a ajudar quem precisa, ao invés de ficar com filhos e herdeiros.

Como já se sabe, muitos artistas têm optado pela venda dos direitos de seus catálogos e músicas a empresas que estão pagando valores milionários por esses acordos, como foi o caso de Bruce Springsteen, Neil Young, Justin Bieber, Justin Timberlake, Shakira, Katy Perry entre outros.

Jagger, no entanto, mostrou que deve seguir na contramão dessa decisão, que certamente aumentaria a conta bancária de sua família, afirmando que pretende deixar o catálogo pós-1971 (já que a banda não tem os direitos de algumas músicas do início da carreira) para instituições de caridade.

"Meus filhos não precisam de US$ 500 milhões para viver bem, fala sério", disse ele. "Dá para se fazer algum bem pelo mundo", acrescentou, após falar sobre os planos de doação.

O músico está com 80 anos e tem oito filho, Karis, de 52 anos, Jade, de 51, Elizabeth, de 39, James, de 38, Georgia, de 31, Gabriel, de 25, Lucas, de 24, filho do astro com a brasileira Luciana Gimenez, e o mais novo, Deveraux, de 6 anos.

Vale lembrar que o novo álbum dos Rolling Stones, "HACKNEY DIAMONDS", será lançado no dia 20 de outubro e já conta com o primeiro single, "Angry".



•  

Vagalume
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.