Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
30/01/2024 17h00min - Mato Grosso do Sul
4 semanas atrás

Mato Grosso do Sul registra 10 ocorrências de ferrugem asiática em lavouras de soja


Foto reprodução: Canva/Grande FM ► 
Fonte: Fonte Agrolink



Mato Grosso do Sul registrou 10 casos de ferrugem asiática na safra de soja 2023-2024, sendo 4 em Laguna Carapã, uma em Iguatemi, uma em Itaquiraí, duas em Naviraí, uma em Ivinhema e uma em Chapadão do Sul, na região nordeste do estado. A ocorrência da praga considerada severa foi identificada pelo Consórcio Antiferrugem, plataforma de monitoramento gerenciada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária(EMBRAPA).

A ferrugem asiática da soja é causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi e pode causar perdas de 10% até 90% na produtividade quando não controlada. Conforme a Embrapa, o principal dano ocasionado pela doença é a desfolha precoce, que impede a completa formação dos grãos, com consequente redução da produtividade.

Como uma das medidas para controlar a doença, a Agência de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) realiza o cadastro de produtores para monitoramento das áreas cultivadas de soja da safra 2023/2024 no estado. O prazo para fazer o cadastramento encerra nesta quarta-feira (31) e deve ser realizado de forma online, por meio do site da agência.

O diretor-presidente da Iagro, Daniel Ingold, destaca que o cadastramento é uma das ações estratégicas de defesa sanitária vegetal.

“É importante relembrar o produtor que é obrigatório esse cadastro, porque isso gera todo um trabalho na área de defesa. Daí a importância do cadastro dele. Além de obrigatório, ele é uma ferramenta para defesa vegetal. É um processo muito simples no próprio site da Iagro e o produtor já sabe disso”, diz.

O diretor-presidente da Iagro ressalta ainda que caso o produtor não faça o cadastro, o mesmo poderá ser notificado e sofrer possíveis penalidades.

“Então, é importante ao produtor rural estar ciente para que não gere nenhuma notificação, nenhuma multa. É necessário fazer esse cadastro junto a Iagro. A área de soja, que tem crescido. Apesar desse ano completamente atípico, nós vamos ter uma produção bastante expressiva. As chuvas começam a se normalizar, então eu peço a todos que façam esse cadastramento o mais breve possível junto à Iagro”, diz.

Soja no Mato Grosso do Sul 

Para a safra 2023/2024, a Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL) estima que a safra atinja 4,2 milhões de hectares, com uma produtividade estimada de 54 sacas por hectare. Esse resultado representa em uma produção de 13,8 milhões de toneladas. Os principais municípios produtores de soja do estado são: Maracaju, Ponta Porã, Sidrolândia, Dourados e Rio Brilhante.  

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a produção da soja gera cerca de 3,3 mil empregos formais no estado. Já com relação  aos empregos indiretos, são 10,3 mil cargos, conforme relatório do Departamento Técnico (Detec) do Sistema Famasul.



•  

Agrolink
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.