Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
09/01/2024 18h00min - Mato Grosso do Sul
2 meses atrás

Indústria é autorizada a iniciar fabricação de etanol de milho em Mato Grosso do Sul

Além do combustível, a Neomille, instalada em Maracaju, vai produzir rações, óleo e energia

Foto divulgação ► 
Fonte: Fonte Campo Grande News



A Neomille, empresa subsidiária da Cerradinho Bioenergia, recebeu a autorização da ANP (Agência Nacional de Petróleo) para iniciar a produção de etanol de milho em Maracaju (MS). Os técnicos do órgão federal realizaram vistoria na nova fábrica da empresa e a licença foi publicada no Diário Oficial, liberando o início de sua plena atividade.

Focada na produção de etanol de milho e seus coprodutos como, a ração animal, óleo e energia, a Neomille inicia a produção após 18 meses de obra, dentro da previsão inicial do projeto. Foram cerca de 4.500 profissionais envolvidos durante a fase de construção. Com a conclusão, a expectativa é criar cerca de 200 empregos diretos e 600 indiretos, contribuindo significativamente para a economia regional.

Linha de produção

Em sua primeira fase, a fábrica da Neomille no Mato Grosso do Sul irá processar 608 mil toneladas de milho, adicionando 3,1 milhões de cana equivalente a capacidade total de produção da CerradinhoBio, totalizando 13,6 milhões por ano safra. A nova planta tem capacidade de ofertar ao mercado 266 milhões de litros de etanol, 161 mil toneladas de ração animal, 10 mil toneladas de óleos e de comercializar 51 GWh de energia.

A Cerradinho Bioenergia, detentora da empresa, investiu R$ 1,080 bilhão na construção de sua nova planta de etanol, com tecnologia de última geração, materializando mais uma etapa de seu plano de diversificação e expansão do negócio.

Renato Pretti, diretor executivo do Negócio Milho, em depoimento publicado no site oficial da empresa, destacou a colaboração e agilidade nas relações com o Governo do Mato Grosso do Sul, desde o início do empreendimento, em especial a eficiência do processo de licenciamento, que permitiu que a empresa finalizasse as construções dentro do prazo planejado para iniciar suas operações. “Agora, estamos prontos e liberados para funcionar com força total, além de ansiosos para alcançar todo o potencial da nova fábrica da Neomille”, completa Pretti. 

Mercado

Paulo Motta, CEO da CerradinhoBio, avalia que a Companhia avança em sua agenda de expansão, mesmo em um cenário desafiador em termos de preços de etanol. "Estamos trabalhando para posicionar a empresa em um lugar de destaque no setor bioenergético, com foco na excelência operacional, no desenvolvimento de nossos talentos e com visão de futuro. É um orgulho muito grande e um marco pra nossa história, iniciar a produção de mais uma unidade, agora no Mato grosso do Sul, um estado que nos acolheu e fará parte da nossa jornada de desenvolvimento”, enfatiza.

Produção recorde de milho

O fechamento da segunda safra de milho 2023 em Mato Grosso do Sul apontou uma produção de 14,2 milhões de toneladas, em 2,3 milhões de hectares, com produtividade média ponderada de 100,6 sacas/hectare. A produção é recorde no Estado.

As médias ponderadas de produtividade por regional foram de: 128,6 sc/ha na região norte, que representa 11% da área acompanhada; 100,1 sc/ha na região centro, equivalente a 21% do total acompanhado e 96,2 sc/ha na região sul, que corresponde a 68% do total. 



•  

Campo Grande News
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.