Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
25/08/2023 15h00min - Ciência
6 meses atrás

Implantes cerebrais permitem que pacientes sem voz falem por meio de avatar digital

Sistema baseado em IA permitiu a mulher com paralisia grave falar por meio de avatar digital

Foto Montagem: Canva/Grande FM ► 
Fonte: Fonte Grande FM



Pesquisadores desenvolveram sistema baseado em Inteligência Artificial (IA) que permitiu a uma mulher com paralisia grave falar por meio de avatar digital. A equipe implantou 253 eletrodos conectados à superfície do cérebro da paciente, interceptando os sinais cerebrais e enviando-os para análise.

Os algoritmos de IA foram treinados para reconhecer os sinais cerebrais de fala e criar sistema que decodifica palavras a partir de fonemas. A voz utilizada foi uma gravação antiga da paciente.

Como funciona o sistema

Com a utilização dos implantes cerebrais, os pesquisadores construíram sistema personalizado que combinou seu software para criar expressões faciais no avatar da mulher;

Assim, conforme seus sinais cerebrais eram convertidos em fala, o avatar reproduzia o movimento de seus lábios, trazendo nova maneira de se comunicar para a paciente;

O próximo passo dessa pesquisa é criar um sistema remoto sem fios, permitindo que a comunicação através do avatar digital seja feita de maneira mais prática e acessível para pessoas com paralisia grave.

Além do uso na fala, os implantes cerebrais também têm sido aplicados para recuperar movimentos e sensações de pacientes tetraplégicos. A tecnologia utiliza chips para ler e interpretar a atividade dos neurônios do paciente, permitindo o controle dos braços por meio do pensamento.

Outro caso impressionante envolve um homem com paralisia que voltou a andar após um implante cerebral. O dispositivo implantado é capaz de detectar a atividade neuronal relacionada ao movimento das pernas, permitindo ao paciente recuperar sua mobilidade.

Além desses casos, os implantes cerebrais também estão sendo utilizados no tratamento de câncer no cérebro. Nessa aplicação, um dispositivo de ultrassom é combinado com a administração de remédios quimioterápicos para direcionar o tratamento aos vasos sanguíneos cerebrais, tornando o tratamento mais eficaz e direcionado.

*Informações : Olhar Digital



•  

Grande FM
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.