Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
15/05/2024 12h00min - Agricultura
2 meses atrás

Enchentes: arroz é a cultura que mais traz preocupação


Foto reprodução: Agrolink ► 
Fonte: Fonte Agrolink



Conforme dados do relatório do Radar Agro do Itaú BBA, o excesso de chuva, resultado da combinação de um El Niño ainda ativo e um Oceano Atlântico mais aquecido, afetou a produção de arroz.  O Rio Grande do Sul é responsável por aproximadamente 70% da produção nacional de arroz. Devido ao El Niño, o plantio e o desenvolvimento das lavouras foram atrasados, resultando em uma colheita também tardia em várias regiões.

Segundo o Instituto Rio Grandense do arroz  (Irga), até 8 de maio, 82% da área plantada com arroz irrigado foi colhida, restando 142 mil hectares ainda não colhidos. Destes, 23 mil hectares foram completamente perdidos e 18 mil hectares ficaram parcialmente submersos pelas águas, deixando apenas 101 mil hectares não afetados pelas enchentes. 

As perdas totais, somando áreas totalmente perdidas e parcialmente alagadas, chegam a 41 mil hectares. Com base na produtividade projetada no início da safra, de 8.235 kg/ha, isso representa uma redução de 341 mil toneladas na oferta de arroz do Rio Grande do Sul. Esse déficit reduzirá a produção nacional de arroz em 3,2%, que antes das enchentes era estimada pela Conab em 10,5 milhões de toneladas.

Com a menor oferta de arroz, os estoques finais, que eram estimados pela Conab em 1,8 milhão de toneladas, deverão cair 18,9%, para cerca de 1,46 milhão de toneladas. Essa queda significará uma relação estoque/consumo de 13,9%, bem abaixo dos 17,2% projetados anteriormente. Essa redução nos estoques deve impactar os preços, aumentando a pressão sobre o mercado e os consumidores. 

Ainda segundo dados do Itaú BBA, mesmo com menor disponibilidade, parece improvável o desabastecimento de arroz no Brasil, embora o cenário seja de preços firmes para o cereal, sobretudo no curto prazo, diante dos desafios logísticos de mobilização da produção para outras regiões do país. Além disso, é válido considerar que ainda é desconhecida a informação de eventuais perdas em armazéns, o que, caso tenha ocorrido, pode apertar adicionalmente o balanço estimado.



•  

Agrolink
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.