Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
02/10/2023 19h00min - Ciência e Espaço
8 meses atrás

Eclipse anular do Sol será visível em diversos estados do Brasil no dia 14 de outubro

O evento, que terá 2 horas e 7 minutos de duração, chegará ao ápice às 16h5

Pixabay ► 
Fonte: Fonte TV Cultura / UOL



Um fenômeno astronômico será visível no norte e nordeste do Brasil no dia 14 de outubro. Neste dia, a Lua ficará alinhada entre a Terra e o Sol, o que irá formar um "anel de fogo" brilhante ao redor da borda da estrela central.

Nos estados do Amazonas, Pará, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, o eclipse será visível como anular. Nos demais, será parcialmente visível.

De acordo com a astrônoma Josina Nascimento, do Observatório Nacional, unidade de pesquisa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, o acontecimento não é raro. Normalmente, ocorre uma ou duas vezes por ano. O último eclipse anular do Sol, por exemplo, ocorreu em junho de 2021, mas não foi visível no país.

“Temos a sensação de que é um fenômeno raro, porque o eclipse é visível somente para quem está na faixa de totalidade ou anularidade. Mas em uma faixa bem maior da Terra, o eclipse é visível de forma parcial”, explica.

No dia 14 de outubro, o máximo do eclipse ocorrerá às 16h51, e o evento terminará às 17h50 – com um total de 2 horas e 7 minutos.

Observação do eclipse

Josina ainda faz alguns alertas para a observação do fenômeno. “Em hipótese alguma se deve olhar diretamente para o Sol, nem mesmo com o uso de películas de Raio-X, óculos escuros ou outro material caseiro”.

De acordo com a astrônoma, a exposição, mesmo que de poucos segundos, pode danificar a retina de modo irreversível. “Para olhar diretamente para o Sol somente com o uso de filtros solares apropriados, telescópios adequados e sob a supervisão de profissionais”.

Mas existem outras formas de projeção ou de observação indireta. “É bem fácil construir um aparato. Pode-se simplesmente usar um pedaço de papelão, como, por exemplo, uma tampa de caixa de pizza, e fazer um furo no meio. Coloca-se um papel branco no chão e direciona-se o furo para a direção do Sol. O eclipse é visto tranquilamente no papel no chão”, revela.

O Observatório Nacional vai transmitir o eclipse anular do Sol em uma edição do evento  virtual "O céu em sua casa: observação remota"no Youtube, que contará com a parceria de astrônomos amadores e profissionais espalhados na faixa de anularidade.



•  

TV Cultura / UOL
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.