Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
08/03/2024 11h30min - Saúde
1 mês atrás

Dengue: Brasil ultrapassa 1,3 milhão de casos prováveis em 2024


Agência Brasil ► 
Fonte: Fonte Grande FM



O Brasil está enfrentando uma situação preocupante com o aumento dos casos de dengue em 2024. De acordo com dados do Ministério da Saúde, já foram registrados mais de 1,3 milhão de casos prováveis da doença desde o início do ano, com 343 mortes confirmadas e outras 775 em investigação. Esses números indicam uma tendência preocupante, especialmente considerando que o total de casos nos três primeiros meses do ano está próximo do registrado em todo o ano de 2023, quando 1.658.816 casos foram notificados, resultando em 1.094 mortes.

A infectologista Larissa Tiberto destaca que várias causas contribuem para o aumento dos casos. A principal delas é o clima, com chuvas intensas aumentando a probabilidade de água parada, ambiente propício para a reprodução do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Além disso, a falta de cuidado com águas paradas em locais como quintais, vasos de plantas e lixos acumulados em terrenos baldios e construções também é um fator relevante. Tiberto ressalta ainda que a mutação do mosquito, que agora se reproduz tanto em água limpa quanto suja, agrava a situação.

A distribuição geográfica dos casos também é uma preocupação. Na região Sudeste, que registrou 837.029 casos prováveis e 121 mortes, Minas Gerais é o estado mais afetado, com mais da metade das notificações. No Centro-Oeste, com 213.716 registros e 129 mortes, o Distrito Federal lidera as estatísticas. No Sul do país, são 183.815 casos prováveis, sendo o Paraná o estado mais impactado. No Nordeste, foram computados 56.585 casos e 12 mortes, com a Bahia concentrando o maior número de notificações. Já no Norte, as autoridades de saúde registraram 27.191 casos prováveis e cinco mortes, com destaque para o Amazonas.

Diante desse cenário preocupante, Tiberto sugere medidas preventivas à população, como a eliminação de criadouros do mosquito, uso de telas de proteção nas janelas, inseticidas e repelentes, além da correta eliminação do lixo e limpeza de ralos. Além disso, o Ministério da Saúde recomendou recentemente a ampliação da faixa etária para a vacinação contra a dengue, incluindo agora pessoas de 10 a 14 anos, devido ao elevado número de hospitalizações nessa faixa etária.

Em suma, o aumento significativo nos casos de dengue no Brasil em 2024 representa um desafio para as autoridades de saúde e a população em geral. A conscientização sobre as medidas preventivas e o fortalecimento das políticas de controle da doença são essenciais para mitigar os impactos e proteger a saúde pública.



•  

Grande FM
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.