Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
28/02/2024 09h15min - Tecnologia
2 meses atrás

Data centers na Europa estão ficando sem espaço e energia para dar conta da IA

Demanda pela tecnologia provocou aumento na procura por espaço e energia para servidores, mas disponibilidade não acompanha

Imagem: Gorodenkoff/Shutterstock ► 
Fonte: Fonte Grande FM



A crescente demanda por inteligência artificial (IA) tem feito desenvolvedoras e big techs lucrarem, mas também vem impondo desafios na Europa: as empresas do setor estão ficando sem espaço e energia elétrica para dar conta da tecnologia.

Os data centers, locais físicos onde a estrutura que move a IA fica alocada, precisam aumentar para comportar a estrutura, frente a escassez das possibilidades de expansão.

Data centers vs. demanda por IA

Como reportou a Reuters, grandes empresas, como Amazon, Microsoft, Google, Meta, Oracle e ByteDance (dona do TikTok), estão expandindo suas estruturas o mais rápido que podem. Ainda assim, a disponibilidade de espaços e de acesso à eletricidade necessária para abastecer a IA não estão acompanhando o mesmo ritmo.

A CBRE, empresa que dirigiu pesquisa sobre os data centers na Europa, revelou que as taxas médias de disponibilidade de espaço nos maiores mercados do continente (Frankfurt [Alemanha], Londres [Inglaterra], Amsterdã [Holanda], Paris [França] e Dublin [Irlanda]) cairão para novo recorde mínimo de 8,2% este ano. No ano passado, a taxa já havia fechado em recorde mínimo de 10,6%.

Outros mercados secundários (Berlim [Alemanha], Milão [Itália], Zurique [Suíça] e Varsóvia [Polônia]) aumentaram em mais de 10% este ano, mas também estão diminuindo no panorama geral.

Negócios na Europa

Apesar de isso parecer bom para o mercado imobiliário europeu, Kevin Restivo, diretor da pesquisa, diz que há menos espaço para os negócios;

Já Stijn Grove, dirigente da Associação Holandesa de Data Centers, diz que a suposta “soberania” europeia na computação em nuvem e na IA não são realistas;

Isso porque mesmo os maiores operadores de tecnologia da Europa ainda não são do tamanho das empresas estadunidenses ou chinesas, tanto em poderio, quanto em serviços;

Ele diz que Amazon, Microsoft e Google têm influência o suficiente para pagar pela escassez de espaço e de energia nos data centers. Já as players europeias, não – e não há plano para resolver isso.



•  

Grande FM
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.