Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
25/03/2024 18h00min - Geral
3 semanas atrás

Daniel Alves paga fiança e deixa prisão na Espanha


Foto reprodução: Facebook/Daniel Alves ► 
Fonte: Fonte Grande FM



Alves estava preso de forma preventiva há 14 meses, desde janeiro de 2023. Ele foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão em Barcelona por "agressão sexual", crime que na Espanha é equivalente ao que é considerado o estupro no Brasil.

O ex-jogador da seleção brasileira Daniel Alves deixou a prisão em Barcelona, na Espanha, nesta segunda-feira (25/3), após pagamento de fiança de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,4 milhões).

Alves estava preso de forma preventiva há 14 meses, desde 20 de janeiro de 2023.

Cerca de um ano depois, foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão pelo Tribunal de Barcelona por "agressão sexual", um crime que na Espanha é equivalente ao que é considerado o estupro no Brasil.

Segundo a sentença, uma mulher de 23 anos foi abusada por Alves no banheiro de uma discoteca em Barcelona na madrugada de 31 de dezembro de 2022. Alves nega.

O tribunal concluiu que não houve consentimento por parte da vítima e que existem elementos de prova, além do testemunho da mulher, para dar prova da violação.

A sentença foi alvo de recurso tanto por parte da defesa de Alves quanto pela acusação.

Liberdade provisória

Daniel Alves terá, segundo decisão da Audiência Provincial de Barcelona, liberdade provisória até que sejam analisados todos os recursos apresentados e seja anunciada uma sentença definitiva.

 Apesar de ter aceitado pedido apresentado pela defesa do jogador, o tribunal impôs medidas cautelares: o jogador tem a obrigação de se apresentar ao tribunal uma vez por semana, e está proibido de deixar o território espanhol.

 Para garantir que Alves cumpra as duas medidas, foi ordenada a retenção de seus dois passaportes, o espanhol e o brasileiro.

 A decisão estipula também que Alves não pode se aproximar a menos de um quilômetro da vítima nem se comunicar com ela.

 Os juízes consideraram que o risco de fuga do jogador "diminuiu", ainda que "persista", justificando desta forma as medidas impostas.

Algumas das medidas tinham sido propostas pela própria defesa do jogador, que argumentou que Alves já tinha cumprido um quarto da pena e prometeu que ele não sairá do país.

 Na Espanha, a prisão preventiva pode ser adotada sempre que a Justiça considerar que houver risco de repetição do delito, risco de destruição de provas ou risco de fuga.

 Os juízes ampararam-se nesta última condição para manter Alves na prisão.

 Alves levou vários dias para levantar a quantia para pagar a fiança e, com contas bloqueadas no Brasil, segundo a imprensa brasileira e catalã, não está claro até o momento como foi paga a fiança.

*fonte: terra.com



•  

Grande FM
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.