Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
15/02/2024 12h00min - Economia
2 meses atrás

Brasil e Egito facilitam exportação de carnes


Pixabay ► 
Fonte: Fonte Agrolink



Nesta semana, o Ministério da Agricultura e Pecuária do Brasil (Mapa) concretizou um avanço nas relações comerciais com o país norte-africano. Na terça-feira (13), o governo brasileiro assegurou o "Protocolo de Equivalência dos Sistemas de Inspeção de Carnes", popularmente conhecido como "pre-listing", uma medida destinada a simplificar e facilitar as exportações brasileiras de carnes bovina, suína e de aves para o Egito.0

Segundo informações divulgadas pelo Mapa, durante a última missão da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SCRI) ao Cairo, em novembro do ano passado, houve avanços significativos na obtenção desse protocolo. Em uma reunião entre o secretário-adjunto da SCRI, Julio Ramos, e o vice-ministro de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura do Egito, Saad Moussa, foi possível consolidar esse importante acordo. Vale destacar que também foi anunciada a abertura do mercado de pescados e derivados durante esse encontro.

"O 'pre-listing' é um reflexo do alto grau de confiança no controle sanitário brasileiro, especialmente no Serviço de Inspeção Federal (SIF), cuja excelência é reconhecida por mais de 150 países importadores. O Egito, um dos maiores importadores de carne bovina do Brasil e líder na importação de carne de aves, demonstra a força e o potencial de crescimento das relações comerciais estabelecidas", afirmou Roberto Perosa, secretário de Comércio e Relações Internacionais do Mapa.

Antes desse acordo, a renovação da habilitação de estabelecimentos brasileiros para exportação, assim como a aprovação de novas unidades de processamento, exigia auditorias presenciais das autoridades egípcias. Esse processo não apenas gerava custos elevados para os exportadores brasileiros, mas também sobrecarregava os Auditores Fiscais Federais Agropecuários do Mapa e limitava o número de estabelecimentos autorizados a exportar para o Egito. Desde 2019, aproximadamente 30 estabelecimentos brasileiros estavam na "fila de espera" para obterem a habilitação.

A formalização da pré-listagem está sendo conduzida pelo embaixador do Brasil no Cairo, Paulino Franco de Carvalho Neto, pelo adido agrícola Rafael Mohana e pelo ministro de Estado da Agricultura e Recuperação de Terras do Egito, Mohamed Sayed El-Quseir.

No ano de 2023, o Brasil exportou mais de US$ 1,7 bilhão em produtos para o Egito, sendo US$ 384 milhões (22%) em carnes, totalizando mais de 130 mil toneladas exportadas. Esse resultado é fruto da estreita coordenação entre o Ministério das Relações Exteriores (MRE) e o Mapa, fortalecendo laços bilaterais e promovendo o comércio internacional.



•  

Agrolink
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.