Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
05/07/2024 12h00min - Agronegócio
1 semana atrás

Arroba do boi recua 14,5% e seca deve pressionar mais os preços


Canva/Grande FM ► 
Fonte: Fonte Embrapa



A arroba do boi, que já vem apresentando tendência de queda nos últimos meses em Mato Grosso do Sul, pode ser ainda mais impactada negativamente. O avanço precoce da estiagem este ano já está afetando as condições das pastagens, forçando os produtores rurais a venderem o gado para evitar os altos custos de manutenção ou até mesmo a perda de animais.

Especialistas do setor apontam um aumento nos custos devido às condições climáticas. “Estamos em um período de poucas chuvas e muita estiagem no Estado, um quadro sazonal que leva os criadores a venderem os animais aos frigoríficos para evitar a perda de peso e os custos adicionais com nutrição animal”, destaca Staney Barbosa Melo, economista do Sindicato Rural de Campo Grande, Rochedo e Corguinho (SRCG).

Melo também observa que durante esse período há uma maior oferta de animais para abate, resultando em preços menores nos frigoríficos. “Assim, para evitar custos maiores, o produtor aceita cotações abaixo do esperado no mercado, como forma de mitigar custos e riscos”, acrescenta.

Carlos Padovani, doutor em Ciências e pesquisador da Embrapa Pantanal, explica que até outubro os produtores rurais enfrentarão desafios, pois é quando deve voltar a chover em MS. “O risco é que possamos ver uma repetição do que aconteceu em 2020, quando o preço da arroba caiu drasticamente e muitos pecuaristas descartaram o gado de uma vez só”.



•  

Embrapa
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.