Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
07/07/2023 08h30min - Tecnologia
8 meses atrás

5G fica mais acessível após um ano da ativação da faixa principal

A nova geração de internet disponibiliza mais velocidade e menos latência de rede

Pixabay ► 
Fonte: Fonte TV Cultura / UOL



Um ano após a ativação da faixa principal do 5G, 315 cidades  já têm cobertura da nova geração da internet móvel. A conexão, no entanto, depende de ter um aparelho compatível com pelo menos um dos tipos de conexão: "standalone" (SA) ou "non-standalone" (NSA), a mais comum.

Algumas operadoras têm exigências próprias, como troca de chip ou de plano. Além disso, alguns smartphones precisam receber atualização das fabricantes.

Veja abaixo, de acordo com cada uma das três maiores operadoras, se é necessário trocar de chip ou de plano para acessar o 5G "standalone".

Vivo: a operadora afirma que não é necessário trocar o plano e que todos os clientes com chips 4G têm acesso ao 5G SA;

Tim: para usar o 5G mais rápido é necessário contratar o plano "Booster 5G". Apenas no caso de quem tem iPhone 14 é necessária a troca do chip;

Claro: é necessário um chip exclusivo e um plano compatível para acessar a conexão "pura".

A nova geração de internet disponibiliza mais velocidade e menos latência de rede. A conexão 5G DSS apresenta um pequeno ganho de velocidade em uma fase de transição. NSA, que é a mais comum, é a velocidade suportada por todos os celulares com a tecnologia.



•  

TV Cultura / UOL
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.