Atração no ARS
NO AR
Tocando agora
VOCÊ CURTE
EM DOURADOS
25/09/2023 20h00min - Geral
6 meses atrás

37% dos brasileiros afirmam usar IA para estudar ou produzir textos, segundo pesquisa

Realizado pela plataforma Gente, o estudo ainda revela como os avanços dessa tecnologia afetam o comportamento humano

Foto reprodução: Canva ► 
Fonte: Fonte Grande FM



O que pensam os brasileiros sobre Inteligência Artificial? A plataforma Gente, da Globo, divulgou uma pesquisa sobre o tema. Foram perguntados aos brasileiros das classes ABC, com mais de 18 anos e com acesso a internet, se eles conhecem as ferramentas de IA e quais as suas opiniões sobre o assunto. 

Segundo a pesquisa, 80% dos domicílios têm acesso à internet — classe A (100%), B (97%), C (87%) e D e E (60%). O estudo ainda mostra que 142 milhões de brasileiros acessam a internet todos ou quase todos os dias e 62% acessam a rede exclusivamente pelo celular.

 A pesquisa ainda diz que as opiniões dos brasileiros sobre inteligência artificial ainda não são unânimes. Alguns aspectos positivos se destacam como a possibilidade de tornar mais ágil o dia a dia e ser uma nova ferramenta de busca na internet. 

No entanto, o estudo revela que, por outro lado, questões mais negativas também são um ponto de atenção, com destaque para o risco da substituição dos humanos por máquinas e dos debates sobre direitos autorais de obras que são usadas por IA.

A grande maioria dos entrevistados já ouviu falar sobre Inteligência Artificial (84%). No entanto, apenas ¼ declarou usar alguma ferramenta de IA, como aponta a pesquisa. Entre as pessoas que já usaram alguma ferramenta com a tecnologia, o maior índice (21%) é de quem respondeu utilizar o ChatGPT, com destaque para homens de classe AB entre 18 e 29 anos, segundo os dados da Tracking Sintonia com a Sociedade 2023.

 

Já sobre a experiência do uso destas ferramentas, a pesquisa aponta que 37% afirmam que usaram para estudar ou produzir textos e 22% usaram como ferramenta de busca geral. Os dados foram retirados da Tracking Sintonia com a Sociedade 2023.

O estudo embasado nos dados da Tracking Sintonia com a Sociedade 2023 ainda mostra que os brasileiros concordam que ferramentas como ChatGPT e Midjourney podem tornar mais ágil o dia a dia de alguns trabalhadores (68%).

Mas, quando surgiu a Inteligência Artificial?

O primeiro Software de Inteligência artificial (IA) foi criado em 1956, por John McCarthy. Segundo a Época Negócios Online, a tecnologia tinha como propósito simular a inteligência das pessoas e desempenhar tarefas normalmente feitas por humanos.

A pesquisa explica que a Inteligência Artificial Analítica é quando as máquinas analisam dados para achar padrões e fazer previsões. Já a Inteligência Artificial Generativa, é quando  as máquinas, além de analisar dados existentes, também  criam textos e imagens.

O ChatGPT (Generative Pre-trained Transformers), por exemplo, usa a IA Generativa, uma vez que se trata de um “robô de bate papo” de inteligência virtual que simula interações humanas e desenvolve códigos e textos complexos.

De acordo com o Época Negócios Online, o GPT-4 é a atual IA que alimenta o ChatGPT. O estudo explica que a tecnologia é capaz de entender imagens com uma memória maior, e apresenta uma melhor eficácia em processar palavras, aumentando o tamanho e complexidade dos textos.

 Vale da estranheza (Uncanny valley)

O Vale da estranheza (Uncanny valley)  é um conceito apresentado em 1970 pelo professor de robótica Masahiro Mori aplicado em diversos campos, como robótica, computação gráfica, design e estética, como aponta a pesquisa.

O estudo diz que o  argumento é que existe uma aceitação crescente em relação a robôs e inteligências artificiais até um momento em que a semelhança com humano aumenta e causa medo, desconforto, desconfiança – o chamado vale da estranheza. No entanto, quando esse vale for superado, passamos a aceitar mais essas máquinas como iguais, como humanos.

 A pesquisa concluiu que a  sensação deixada pelos avanços da Inteligência Artificial é de que o futuro chegou, quase como nos filmes de ficção científica. No entanto, a experiência com essas ferramentas mostra, pelo menos até aqui, que a melhor melhor forma de se preparar para esse futuro é entender o potencial dessas tecnologias, bem como suas limitações.



•  

Grande FM
Publicada em:

Usamos os cookies e dados de navegação visando proporcionar uma melhor experiência durante o uso do site. Ao continuar, você concorda com nossa Política de Privacidade.