11/01/2017 06h56 - Atualizado em 11/01/2017 06h56

Estado e prefeitura gastarão R$ 50 milhões no asfalto de Campo Grande

Do total, R$ 20 milhões será para reparos no asfalto, enquanto o restante será para reformar vias

Por: Redação/CG News
 
 
Governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), com o prefeito Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Fernando Antunes) Governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), com o prefeito Marquinhos Trad (PSD). (Foto: Fernando Antunes)

Governo de Mato Grosso do Sul e a Prefeitura de Campo Grande fecharam convênio de R$ 50 milhões para ampliação do serviço de tapa buraco e recapeamento das principais vias da cidade. O acordo foi anunciado nesta terça-feira (10), quando o prefeito Marquinhos Trad (PSD) e a governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), se reuniram no Paço Municipal.

A parceria, no entanto, só será assinada em 19 de janeiro, pois ainda faltam alguns ajustes técnicos, segundo o secretário de Obras de MS, Marcelo Miglioli.

De acordo com Marquinhos, a ajuda será dividida em duas etapas. A primeira, Estado e Prefeitura darão R$ 10 milhões, cada, destinados exclusivamente para o serviço de tapa-buraco. Os R$ 30 milhões restantes serão utilizados na segunda fase, que será o recapeamento de algumas vias de Campo Grande. O prefeito citou como exemplo a Rua Rui Barbosa.

Quando assumiu o Paço Municipal, semana passada, o novo chefe do Executivo Municipal recebeu o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que anunciou a ajuda, no entanto, ainda não havia sido definida a quantia da parceria.

Hoje, prefeito e governadora em exercício não deram detalhes de como ocorrerá de fato o convênio, mas, em ocasião anterior Marquinhos disse que os recursos ampliarão as equipes que fazem os serviços nas ruas e que, em menos de três meses, os buracos terão diminuído ou acabado de vez.

"Uma das primeiras ações foi buscar parceria com o governo do Estado, pois sem ele, não há como resolver os problemas da Capital", disse Marquinhos. A ideia, com a parceria fechada, é fazer um reforço concentrado, para diminuir e eliminar os buracos da cidade.

O dinheiro da contrapartida do Município virá de "enxugamento de gastos e apostando na arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano)" e será dividido em quatro parcelas. "O Estado é rico e a Prefeitura é pobre".

Já os recursos do governo serão oriundos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul), explicou a governadora em exercício. De acordo com Rose, o Executivo Estadual está ajudando a Capital, "assim como ajudamos os outros 78 municípios de MS". "Nos últimos dois anos investimos mais de R$ 500 milhões e, se não fizemos isso antes em Campo Grande, foi por falta de diálogo com a administração anterior".

A vice-governadora ainda lembrou que o governo já havia disponibilizado para ajudar o Município, inclusive no recapeamento da Avenida Coronel Antonino até a altura do shopping Bosque dos Ipês. Uma das contrapartidas para a construção do empreendimento era a reforma da via, que seria feita pela própria construtora. "Mas, o prefeito anterior não apresentou o projeto".


Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 


 

Notícias

Brasil
Dourados
Esportes
Mulher
Mundo
Policial
Rural
Saúde
Shopping

Canais

Programação
Promoções
Recadinhos
Festas&eventos
Entretenimento
Horóscopo
Agenda Cultural
Fotos Flagrantes

Expediente

Sobre a Rádio
Responsabilidade Social
Nossa História
Localização
Abrangências
Política Comercial
Política de Privacidade
Termos de uso
Anuncie

Rádio e Televisão Gran Dourados
Rua Gustavo Adolfo Pavel, 935 - Vila Tonanni
Dourados - MS - CEP - 79825-901

+55 (67) 3411-1992 - Atendimento
+55 (67) 3411-1915 - Anuncie
+55 (67) 3411-1914 - Fax