13/04/2014 22h31 - Atualizado em 13/04/2014 22h31

Mulher é arrastada por automóvel por 800 metros após briga de trânsito

Ela estava com marido em moto; eles discutiram com condutor do veículo. Acidente aconteceu na madrugada deste domingo (13), em Rio do Sul.

Por: Cristiane
 

Uma mulher de 40 anos foi arrastada por um carro por cerca de 800 metros após uma briga de trânsito na madrugada deste domingo (13) no município de Rio do Sul, no Vale do Itajaí. Ela estava acompanhada pelo marido numa motocicleta. O veículo se envolveu numa colisão contra o automóvel, dirigido por um rapaz de 21 anos. O acidente aconteceu por volta das 3h20.

Segundo a Polícia Civil, a mulher perdeu os dois seios e deve passar por cirurgia na segunda-feira (14) no Hospital Regional de Rio do município, para onde foi encaminhada pelo Corpo de Bombeiros. Com a batida, ela ficou presa na parte de baixo do automóvel, entre as rodas dianteiras e traseiras. Não há informações sobre o estado clínico dela. A delegada Karla Bastos Miguel, da Delegacia de Proteção à Mulher, disse que a investigação do Instituto Geral de Perícias (IGP) deve indicar como a mulher foi parar embaixo do carro. "Não entendemos como ela foi parar na parte inferior do veículo. Ela poderia ter tido traumatismo craniano ou uma fratura no pescoço", afirmou.

Depoimentos
Ela contou que o jovem se apresentou na Delegacia por volta das 19h30 deste domingo (13), acompanhado do pai, e chorou bastante durante o depoimento. O rapaz relatou à polícia que seguia pela rua rua Tuiuti, no Centro da cidade, quando houve a batida. Ele contou que, após uma rápida discussão, o condutor da moto subiu na calçada em direção ao automóvel.

Já o marido, que pilotava a moto, disse o contrário. Ele informou que o motorista do carro foi quem acelerou o veículo na direção da moto. A polícia vai ouvir outras pessoas e assistir as imagens das câmeras de monitoramento da rua onde aconteceu o acidente. Além disso, será realizada uma reconstituição do fato nos próximos dias.

Conforme a delegada, o rapaz foi liberado porque não tem antecedentes criminais e se apresentou espontaneamente à polícia, mas que "há indícios contundentes de que houve tentativa de homicídio". O casal mora no município de Lages, na Serra catarinense, e estava em Rio do Sul a passeio.

Ainda de acordo com a delegada, o jovem disse que não havia visto que a mulher tinha sido arrastada. Conforme o relato de um taxista, o condutor do automóvel só parou o veículo depois que ele avisou sobre o ocorrido. Depois de parar, o rapaz deixou o carro na rua Euclides da Cunha, no Centro de Rio do Sul, e fugiu do local.

Caso semelhante
No último dia 16 de março, a auxiliar de serviços gerais Cláudia Silva Ferreira, de 38 anos, teve o corpo arrastado por 350 metros por um carro da Polícia Militar no Rio de Janeiro. A mulher foi colocada no porta-malas do veículo para ser levada ao hospital, mas, durante o trajeto, o bagageiro abriu e ela caiu, sendo arrastada pela rua.


Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 


 

Notícias

Brasil
Dourados
Esportes
Mulher
Mundo
Policial
Rural
Saúde
Shopping

Canais

Programação
Promoções
Recadinhos
Festas&eventos
Entretenimento
Horóscopo
Agenda Cultural
Fotos Flagrantes

Expediente

Sobre a Rádio
Responsabilidade Social
Nossa História
Localização
Abrangências
Política Comercial
Política de Privacidade
Termos de uso
Anuncie

Rádio e Televisão Gran Dourados
Rua Gustavo Adolfo Pavel, 935 - Vila Tonanni
Dourados - MS - CEP - 79825-901

+55 (67) 3411-1992 - Atendimento
+55 (67) 3411-1915 - Anuncie
+55 (67) 3411-1914 - Fax