26/11/2018 08h19 - Atualizado em 26/11/2018 08h19

EUA reabrem passagem de fronteira com o México após confronto

No domingo, quase 500 migrantes tentaram atravessar a fronteira entre México e EUA, mas guardas americanos usaram gás lacrimogêneo. México diz que irá deportar alguns deles.

Por: Redação/G1
 
 
No domingo, quase 500 migrantes tentaram atravessar a fronteira entre México e EUA, mas guardas americanos usaram gás lacrimogêneo. México diz que irá deportar alguns deles. No domingo, quase 500 migrantes tentaram atravessar a fronteira entre México e EUA, mas guardas americanos usaram gás lacrimogêneo. México diz que irá deportar alguns deles.

O governo dos Estados Unidos reabriu a passagem de San Ysidro, que liga San Diego à cidade mexicana de Tijuana, depois de manter o local fechado por algumas horas em consequência da tentativa de centenas de migrantes de pular a cerca de proteção no domingo (25).

O presidente Donald Trump, porém, afirmou nesta segunda-feira (26) que pode fechá-la permanentemente se for necessário.

A reabertura da fronteira - primeiro para pedestres e, depois, para veículos - aconteceu horas depois ter sido bloqueada depois de quase 500 migrantes vindos de países da América Central de tentarem atravessar em Tijuana a fronteira com os EUA.

Desesperados, os migrantes, que tinham saído de um abrigo onde estão quase 5 mil pessoas, subiram em uma das cercas na fronteira, o que surpreendeu os policiais mexicanos. O grupo de imigrantes desistiu da travessia depois que os guardas americanos usaram gás lacrimogêneo.

Ameaça de deportação

O governo mexicano anunciou que vai deportar aqueles que tentaram atravessar a fronteira "violentamente" e "ilegalmente". O comunicado emitido diz ainda que não enviará forças militares à região, apesar do aumento das tensões. Segundo o governo, na fronteira estão 7.417 migrantes que chegaram em caravana.

Nesta segunda, Trump pediu que o México envie os imigrantes para seus países de avião, ônibus, "de qualquer jeito que vocês quiserem". "Fecharemos a fronteira permanentemente, se necessário. Congresso, financia muro!", declarou no Twitter.

As autoridades de Tijuana anunciaram a detenção de 24 hondurenhos, assim como de 15 mexicanos acusados de tentativa de agressão contra os migrantes.

Caravanas

Nos últimos dias, aumentou a tensão na fronteira entre os dois países. Em caravana, milhares de imigrantes vindos da América Central, como Honduras, Guatemala e El Salvador, tentam chegar aos EUA em uma tentativa de fugir da pobreza e da violência que assolam seus países.

Como resposta, o presidente dos EUA, Donald Trump, suspendeu por 90 dias a entrada de imigrantes pelo México e assinou uma ordem que impede a concessão de refúgio para quem entrar ilegalmente no país.


Envie seu Comentário



 

Notícias

Brasil
Dourados
Esportes
Mulher
Mundo
Policial
Rural
Saúde
Shopping

Canais

Programação
Promoções
Recadinhos
Festas&eventos
Entretenimento
Horóscopo
Agenda Cultural
Fotos Flagrantes

Expediente

Sobre a Rádio
Responsabilidade Social
Nossa História
Localização
Abrangências
Política Comercial
Política de Privacidade
Termos de uso
Anuncie

Rádio e Televisão Gran Dourados
Rua Gustavo Adolfo Pavel, 935 - Vila Tonanni
Dourados - MS - CEP - 79825-901

+55 (67) 3411-1992 - Atendimento
+55 (67) 3411-1915 - Anuncie
+55 (67) 3411-1914 - Fax