27/10/2018 07h39 - Atualizado em 27/10/2018 07h39

Disque 100 registra 210 casos de intolerância religiosa no país

Segundo o Ministério dos Direitos Humanos, a maior parte das queixas vem do Rio de Janeiro, Amapá e Espírito Santo.

Por: Redação/Assessoria
 
 
Segundo o Ministério dos Direitos Humanos, a maior parte das queixas vem do Rio de Janeiro, Amapá e Espírito Santo. Segundo o Ministério dos Direitos Humanos, a maior parte das queixas vem do Rio de Janeiro, Amapá e Espírito Santo.

De acordo com dados do Ministério dos Direitos Humanos, os casos de discriminação religiosa no Brasil chegaram a 210 no primeiro semestre neste ano. As denúncias foram registradas pelo Disque 100.

Lembrando que provocar injúria, difamar ou impedir o culto ou destruir espaços onde os fiéis professam sua crença é crime e os condenados podem pegar de um a três anos de prisão, além de ter que pagar multa. Além disso, no Distrito Federal, Piauí, Pará e Mato Grosso foram instaladas delegacias especializadas nesse tipo de crime.

Segundo o Ministério dos Direitos Humanos, a maior parte das queixas vem do Rio de Janeiro, Amapá e Espírito Santo. Em 44% dos casos de discriminação, as vítimas não informaram a religião que professavam, porém as religiões de matriz africana são as mais atingidas.

Quem dá mais detalhes sobre o perfil das vítimas de intolerância religiosa é o coordenador de Diversidade Religiosa do Ministério dos Direitos Humanos, Thiago Garcia.

"Não há uma diferença significativa entre homens e mulheres. Em relação a faixa etária, em sua maioria são adultos, tendo uma quantidade semelhante entre vítimas crianças e idosas. A maioria das vítimas declaram-se pardas e brancas e a maioria pertence a religiões de matriz africana. Destacando que em segundo lugar encontram-se vítimas evangélicas, seguidas de vítimas católicas e espíritas."

Os dados do Disque 100 mostram que essas agressões costumam partir de pessoas próximas às vítimas: 26,77% eram vizinhos das vítimas e 5,12% eram irmãos.

Ao longo de todo o ano passado, foram 537 casos de agressão por intolerância religiosa.

Reportagem, Cintia Moreira


Envie seu Comentário



 

Notícias

Brasil
Dourados
Esportes
Mulher
Mundo
Policial
Rural
Saúde
Shopping

Canais

Programação
Promoções
Recadinhos
Festas&eventos
Entretenimento
Horóscopo
Agenda Cultural
Fotos Flagrantes

Expediente

Sobre a Rádio
Responsabilidade Social
Nossa História
Localização
Abrangências
Política Comercial
Política de Privacidade
Termos de uso
Anuncie

Rádio e Televisão Gran Dourados
Rua Gustavo Adolfo Pavel, 935 - Vila Tonanni
Dourados - MS - CEP - 79825-901

+55 (67) 3411-1992 - Atendimento
+55 (67) 3411-1915 - Anuncie
+55 (67) 3411-1914 - Fax